Indústria prioriza aumento da produtividade no período 2015-2018

12/11/2014 10:21

Encontro Nacional da Indústria debate temas relevantes para o setor e reúne mais de 1,8 mil empresários de todo o país

05/11/14 às 14:30 - Por: Vinícius Tavares
Brasília - O aumento da produtividade e da competitividade das micro e pequenas empresas brasileiras são algumas das prioridades da agenda da indústria para os próximos quatro anos. O tema está sendo debatido em Brasília durante a 9ª edição do Encontro Nacional da Indústria (ENAI). O evento é promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com o apoio do Sebrae. Ocorre entre os dias 5 e 6 de novembro com a participação de mais de 1,8 mil empresários de todo o país.

9ª edição do Encontro Nacional da Indústria (ENAI)

A abertura contou com a presença do presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, do presidente do Sebrae, Luiz Barretto, do ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, e do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauro Borges. O primeiro painel desta manhã apresentou o tema Brasil 2015 - 2018: desafios, expectativas e agenda. Um talkshow com a participação de parlamentares federais sobre os rumos do país foi uma das atrações.

Na parte da tarde, o painel A Produtividade nas Empresas: os Desafios para a Gestão terá a participação do diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, do diretor-presidente da Embraer S/A, Frederico Pinheiro Fleury Curado, do diretor-superintendente da Brasilata S/A, Antonio Carlos Teixeira Alvares, e do presidente do Conselho de Administração da WEG S/A, Décio da Silva.

 Entre os desafios do setor está o aumento da produtividade do trabalho industrial, que deve chegar em 2022 com uma média de crescimento de 4,5%, segundo meta da CNI. Outro ponto importante da discussão é a simplificação do sistema tributário e a desoneração de investimentos e exportações. Inovação, qualificação e formação de mão de obra são outros pontos fortes do debate.

A reformulação da política comercial também é prioridade para o setor industrial tendo em vista que, segundo dados da CNI, o número de empresas exportadoras recuou 16% nos últimos dez anos. Os debatedores discutirão também temas, como infra-estrutura, legislação trabalhista, aumento de investimentos e segurança jurídica para o setor empresarial.

 

 

foto: Charles Damaceno

fonte: http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/NA/Ind%C3%BAstria-prioriza-aumento-da-produtividade-no-per%C3%ADodo-2015%E2%80%932018

05/11/14 às 14:30 - Por: Vinícius Tavares